Skip to main content

Banho do bebê: que cuidados tomar ao escolher os produtos

A pele delicada dos pequenos requer sabonetes e shampoos especiais; saiba mais sobre detalhes da composição em que se deve prestar atenção

Embora o bebê pareça sempre naturalmente cheiroso, dar-lhe um banho somente com água não é suficiente para limpá-lo. Alguns resíduos, como o de fezes, têm componentes gordurosos e enzimáticos que precisam ser retirados, e a água pura não consegue fazer isso.

Por isso, os banhos dos pequenos precisam do auxílio de alguns produtos, como sabonete líquido, shampoo e condicionador. Outros itens, como óleos de banho, podem ser um mimo dos pais e deixar o momento ainda mais gostoso.

Por mais que você saiba que a escolha dos produtos corretos para o bebê é muito importante, ainda se sente um pouco perdido diante da prateleira cheia de opções? Se esse é seu caso, deve começar entendendo que todos os produtos que você usar com seu filho precisam ter sido formulados especialmente para a pele do bebê, muito mais delicada e sensível que a dos adultos e mesmo que a de crianças mais velhas. A barreira cutânea dos bebês só apresenta características próximas às dos adultos por volta dos quatro anos de idade. Antes disso, a pele é mais permeável e sujeita à maior absorção de compostos químicos.

Além disso, é necessário conhecer um pouco as substâncias que os produtos contêm. Sabonetes (em barra ou líquidos) e shampoos para bebês são compostos por vários ingredientes, mas os principais são: água, conservantes (para prevenir a contaminação), tensoativos, corretores de pH e fragrância. Eles também podem conter umectantes e emolientes, substâncias responsáveis por manter a pele mais macia e umedecida.

Mas, afinal, por que precisamos saber o que são tensoativos? A resposta é simples: porque eles são agentes de limpeza. Os tensoativos são substâncias que diminuem a tensão superficial do líquido em que são dissolvidos, e por isso, são capazes de promover a limpeza.

É sobretudo por causa do pH que alguns pediatras recomendam utilizar sabonete líquido ao invés de sabonete em barra nos banhos dos pequenos. O sabonete líquido preserva o pH da pele do bebê e apresenta menos riscos de irritabilidade na pele delicada, causa menor perda de hidratação durante o banho e é menos agressivo para a pele.

Neste último ponto, é interessante destacar que os bebês mantêm os olhos abertos por mais tempo, piscam com menos frequência que os adultos e desenvolvem o mecanismo de defesa de fechar os olhos mais tarde. Logo, os produtos que potencialmente atingirão essa região devem ser suaves para não irritar os olhos dos pequenos.  

Outros detalhes importantes
Produtos infantis em geral – não só aqueles para o banho, mas também hidratantes e óleos, por exemplo – devem passar por testes que demonstrem a segurança para os bebês e crianças. Os produtos devem ser dermatologicamente testados.

As fragrâncias adicionadas à maioria dos sabonetes e shampoos têm o papel de estimular o sentido do olfato e proporcionar o desenvolvimento de memórias do carinho do contato materno ou paterno na hora do banho. As memórias desencadeadas pelo olfato são mais facilmente evocadas do que as estimuladas pela visão ou pela audição. Pesquisas e estudos do RIFM (The Research Institute for Fragrance Materials) e da IFRA (International Fragrance Association) fornecem as diretrizes regulatórias e de critérios de escolha para as empresas que têm esses produtos no mercado.

Por fim, não se esqueça: a qualquer sinal de reação alérgica do bebê, suspenda o uso do produto e leve a questão ao pediatra, para que ele possa sugerir um substituto adequado.

Voltar ao topo