Skip to main content

Muitas mães acreditam que o aleitamento é um dos atos mais incríveis da maternidade, pois, pela primeira vez, elas podem proporcionar nutrição ao bebê. Mas é importante ser sincero sobre a amamentação: apesar de ser um ato natural, nem sempre acontece de maneira espontânea.

No passado, as novas mães recebiam auxílio de mentoras de outras gerações. Então, a amamentação ocorria “naturalmente” porque a prática era ensinada! Hoje, muitas novas mães aprendem apenas na maternidade depois do parto. Infelizmente, essa aula única pode não ser suficiente.

A amamentação no seio exige paciência e prática. Caso você tenha problema, por exemplo, em conseguir que o bebê “pegue” o bico, ou ainda descubra que o processo está causando dor, busque ajuda com outras mães, uma enfermeira ou parteira, em um curso no hospital ou outros centros de apoio. A amamentação faz bem a você e ao seu bebê. Mas deve ser um ato prazeroso, não preocupante e não te levar às lágrimas.

Comece cedo

Um bom momento para começar a amamentar é logo após o nascimento, se possível, quando o seu bebê está acordado e o instinto de sucção é forte. Mesmo que você ainda não esteja produzindo leite, seus seios contêm o colostro, um fluido fino que inclui anticorpos em sua composição.

Posição correta

A boca do bebê deve estar bem aberta, com o bico do seu seio o mais dentro dela possível. Isso minimiza futuras dores para você. Uma enfermeira, parteira ou outra pessoa com conhecimento no assunto pode auxiliá-la a encontrar uma posição confortável para amamentar. Se sentir muita dor, pode ser que o seu bebê não esteja com o bico para dentro da boca o suficiente.

Amamente em livre demanda

Os recém-nascidos precisam mamar frequentemente, a cada 3 horas, mais ou menos, e não em um cronograma rígido. Amamentar em livre demanda estimulará os seios para que produzam mais leite. Mais tarde, seu bebê entrará em uma rotina mais previsível. Mas, pelo fato de o leite materno ser mais facilmente digerido que a fórmula, os bebês normalmente mamam com mais regularidade no seio do que aqueles que tomam mamadeira.

Ingurgitamento

Como uma mamãe recente, você provavelmente produzirá muito leite, o que pode deixar seus seios grandes, duros e doloridos por alguns dias. Para aliviar o ingurgitamento, você deve amamentar frequentemente e em livre demanda até que o seu corpo se adapte e produza apenas aquilo de que o bebê precisa. Enquanto isso, converse com seu médico sobre tomar remédios para dor. Aplique compressas quentes nos seios por alguns minutos antes de amamentar, estimulando o fluxo de leite, e compressas de gelo por 10 minutos antes ou depois, com o intuito de aliviar a dor ainda mais.

Sem suplementos

Não ofereça ao bebê água com açúcar ou outros suplementos, caso acredite não estar produzindo leite o bastante. Na verdade, isso pode interferir no apetite do bebê e levar a uma redução na produção de leite. Quanto mais o bebê mamar, mais leite você produzirá. Se estiver preocupada com o bebê por ele não estar se alimentando o suficiente, converse com seu médico.

Postergue bicos artificiais

Postergue bicos artificiais: para que o bebê não se confunda, é melhor esperar 1 semana ou 2 antes de introduzir a chupeta. Bicos artificiais exigem uma ação diferente de sucção. Sugar uma mamadeira também pode atrapalhar o bebê, tornando mais difícil para ele mamar no seio.

Use absorventes de seios

Use absorventes de seios, como JOHNSON’S® Absorvente para os Seios, para ajudá-la a eliminar manchas nas roupas entre as mamadas.

Regurgitar

É comum que os bebês regurgitem durante e depois da mamada. A maioria dos bebês supera isso até o primeiro ano. Apesar de ser normal, consulte um médico se o pequeno não estiver ganhando peso, se estiver vomitando consistentemente (em vez de apenas regurgitar), recusando-se a comer ou apresentando outros sinais de problemas.

Rachaduras nos seios

Você pode ter rachaduras nos seios logo após o parto. Caso ocorra, converse com seu médico, parteira ou consultora de amamentação para obter conselhos práticos. Se o bico dos seus seios realmente racharem, lave com água potável depois de amamentar e higienize delicadamente todos os dias. Aplicar um creme ou pomada específicos também pode ser útil. Comunique-se com seu médico se a condição piorar ou interferir na amamentação.

Preste atenção nas infecções

Sintomas de infecção nos seios incluem febre, caroços doloridos e vermelhidão. Eles exigem atendimento médico imediato.

Alimente-se corretamente e descanse

Mães que estão amamentando devem ter uma dieta equilibrada e nutritiva, que deve incluir 500 calorias a mais por dia. Considere parar totalmente de consumir cafeína e evite o álcool. Também não se esqueça de ingerir bastante líquido (entre 6 e 8 copos por dia). Repouso e sono de qualidade também são essenciais para ajudar a manter a sua boa saúde.

Preparando-se para o seu bebê

Como preparar a casa para um novo bebê.

Logo Baby Center

Veja estas dicas do BabyCenter® para amamentação.

Voltar ao topo